Tag : electricidade

O que fazer antes de chamar um electricista 24h?

shutterstock_110397776

Há situações relacionadas com a sua instalação eléctrica em que antes de chamar de imediato um electricista 24h pode fazer uma avaliação ou até mesmo resolver o problema.

É o caso de uma falha de energia repentina que ocorra na sua casa ou apartamento ou até mesmo no seu estabelecimento comercial. O que deve fazer nesta situação antes de chamar um electricista 24h?

Para descobrir se o problema é apenas na sua residência verifique se os vizinhos têm energia. Não se baseie na iluminação pública, pois ela tem um circuito independente e poderá estar acesa.

Caso o problema ocorra também nos seus vizinhos, pode ser uma interrupção programada pela empresa fornecedora de energia, feita propositadamente para a realização de algum trabalho na rede eléctrica (embora, geralmente, neste caso haja um pré-aviso). Pode também ser algo imprevisto, resultante de algum acidente na rede de electricidade concecionária, pelo que – em princípio – será prontamente resolvido pela mesma, não havendo necessidade de chamar um electricista 24h. De qualquer forma, não assuma que esta já tem conhecimento do sucedido e entre em contacto para avisar.

Se o corte de energia tiver acontecido apenas na sua casa, existem duas situações distintas de defeito na sua instalação eléctrica que podem explicar o corte de energia repentino:

  • Pode ter ocorrido um curto-circuito
  • Pode estar perante uma situação de sobrecarga.

Em ambas as situações, os dispositivos de segurança da unidade consumidora – isto é, os disjuntores – vão fazer o seu papel de protectores das instalações eléctricas e actuar, interrompendo o fornecimento de energia.

Antes de chamar um electricista 24h pode perfeitamente identificar qual a origem desta interrupção, começando por verificar no seu quadro eléctrico se um ou mais disjuntores estão desligados. Para sua segurança, siga depois os seguintes passos:

  1. Desligue todos os disjuntores do quadro de distribuição eléctrica que tem em casa.
  2. Depois, desligue e volte a ligar o disjuntor de entrada, que está localizado na parte externa da unidade consumidora ao lado do medidor de consumo.
  3. Voltar a ligar o disjuntor geral do quadro de distribuição interna.
  4. Voltar a ligar os disjuntores dos circuitos secundários, um a um, começando pela iluminação.

Ao realizar este procedimento, se algum dos disjuntores voltar a disparar ou fazer disparar o disjuntor de entrada poderá conseguir identificar a causa do corte de energia antes de chamar um electricista 24h.

 

CURTO-CIRCUITO:

Desligue todos os aparelhos ligados ao circuito correspondente ao disjuntor que desliga. No caso de ter havido algum curto-circuito ou defeito na sua instalação eléctrica ele irá manifestar-se quando voltar a ligar esse disjuntor responsável pela interrupção de energia e na origem da avaria, disparando de novo ou fazendo disparar o disjuntor de entrada. Assim, neste caso, deverá deixá-lo desligado e ligar todos os outros disjuntores.

Tendo identificado qual o problema que originou o “apagão”, agora sim, poderá chamar um electricista 24h para resolver o problema.

 

SOBRECARGA:

Se ao ligar os disjuntores um a um não acontecer nada, é porque ocorreu uma sobrecarga. Esta pode ter acontecido por uma quebra de tensão da responsabilidade da comercializadora de energia com a qual tem um contrato ou então poderá ter de considerar o aumento de potência, já que deverá estar a utilizar uma carga maior do que a que a sua instalação eléctrica suporta.

Pode também ser um problema de algum aparelho eléctrico que esteja avariado e provoque o disparo do disjuntor correspondente.

Para esclarecer a situação, faça o seguinte teste: ligue os aparelhos que tinha ligado um de cada vez. Se, ao ligar um dos aparelhos, o disjuntor disparar, já identificou o aparelho que originou uma avaria ou provocou uma sobrecarga eléctrica.

Depois, mantenha todos os aparelhos desligados e volte a ligar o disjuntor responsável pelo corte de energia e o disjuntor geral. Ligue o aparelho que o fez ficar às escuras. Se o disjuntor disparar novamente, quer dizer que o problema está no aparelho, que está avariado. Se o disjuntor não disparar, então trata-se nitidamente de uma sobrecarga eléctrica.

Assim, enquanto não resolve a situação, deverá aliviar a carga desligando alguns aparelhos eléctricos e chamar um electricista 24h para avaliar a situação.


Peça uma previsão de cargas a um electricista do Areeiro

shutterstock_357589688

Se mora no Areeiro e está a pensar em fazer uma obra ou remodelação, é importante procurar os serviços de um electricista do Areeiro para que lhe possa fazer uma previsão de cargas, quer relativamente à quantidade de tomadas de uso geral que deve ter em casa, quer no que diz respeito aos pontos fixos no tecto para iluminação. Já tinha pensado nesta importante decisão relativa à instalação eléctrica?

O primeiro passo que o electricista do Areeiro deve dar é a determinação de uma previsão de cargas da sua casa, isto é, fazer uma estimativa de todos os equipamentos eléctricos que irá ligar à instalação eléctrica quando esta estiver operacional.

Nesta projecção, o electricista do Areeiro terá de ter obviamente em conta de que, inicialmente, a quantidade de equipamentos será mais diminuta e que provavelmente irá sofrer alterações com a passagem do tempo, à medida que crescer a necessidade de adquirir novos equipamentos.

Assim, o electricista do Areeiro terá de fazer um inventário com os equipamentos e possíveis ampliações devidamente listadas para compor o projecto eléctrico e assim decidir quantas tomadas deve ter a casa de acordo com o que irá ser instalado, deixando uma boa margem para futura ampliação. Desta forma estará a evitar o uso de extensões, que consomem mais energia e podem comprometer a segurança da instalação eléctrica.

 

Tomadas

Antes de mais, convém esclarecer que as tomadas de uso geral são aquelas que são utilizadas para a alimentação de aparelhos móveis ou portáteis comuns, como televisores, aspiradores de pó, candeeiros, etc.

De fora desta previsão ficam aquelas tomadas que não são destinadas a equipamentos específicos, tais como chuveiros ou torneiras eléctricas.

Numa residência há uma quantidade mínima deste tipo de tomadas, que devem ser instaladas de acordo com a área das divisões e com os equipamentos que aí poderão vir a ser ligados, devendo seguir os seguintes critérios:

  • Prever 1 tomada por cada divisão de área igual ou inferior a 6m
  • Prever 1 tomada para cada 5m de perímetro divisões de área superior a 6m², excepto nas casas de banho. Com efeito, para alguns ambientes, como a cozinha e a casa-de-banho, há regras mais específicas e as tomadas devem ser posicionadas em locais pré-determinados.
  • Prever 1 tomada para cada 3,5m de perímetro de cozinhas ou copa, sendo que acima de cada bancada de 30cm, ou maior, também se deve colocar uma.
  • Prever 1 tomada em subsolos, sótãos, garagens e varandas
  • Prever 1 tomada junto ao lavatório, nas casas-de-banho.

Iluminação

  • O electricista do Areeiro deve prever pelo menos um ponto fixo no tecto comandado por um interruptor em cada divisão da casa.
  • No caso de espaços de dimensões reduzidas e/ou em locais de difícil acesso – nomeadamente em arrecadações, dispensas, varandas, casas-de-banho, etc. – o electricista do Areeiro poderá substituir o ponto do tecto por um ponto na parede.

Agora já tem algumas noções relativas à sua instalação eléctrica que poderão determinar quantas tomadas deverá instalar na sua casa, bem como pontos de iluminação. Mas já sabe que só a opinião de um profissional poderá chegar a resultados precisos que colmatem as suas necessidades de consumo de energia eléctrica.